Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/01/21 às 19h25 - Atualizado em 28/01/21 às 9h43

SLU discute gestão com empresas responsáveis pelo Aterro e pelo tratamento de chorume

 

A diretoria do SLU reuniu-se hoje com representantes das empresas Hydros, responsável pelbo tratamento de chorume no Aterro Sanitário de Brasília (ASB) e GAE, responsável pela operação do ASB.

 

A Hydros, que venceu a licitação regular para tratamento de chorume no DF, possui uma usina instalada no aterro sanitário e está prestes a atingir a marca de 500 milhões de litros de chorume tratado desde que a operação iniciou, em agosto de 2019. O Distrito Federal hoje é referência nacional e até internacional no tratamento do chorume, líquido produzido pelo acúmulo de resíduos orgânicos e que tem alta carga poluente. 

 

Para o diretor adjunto do SLU, Rômulo Barbosa, os encontros são oportunidades de sanar dúvidas e eventuais problemas na execução dos serviços.

Também participaram das reuniões o diretor de Limpeza Urbana, Álvaro Henrique; a diretora Técnica, Fabiana Ribeiro, a diretora de Administração e Finanças, Luciana Giffoni, a procuradora jurídica, Ana Lúcia, o assessor especial da presidência, Guilherme Almeida, além da equipe técnica responsável pelo gerenciamento do aterro. 

 

Os encontros fazem parte de uma série de agendas do SLU com as empresas que mantêm grandes contratos com o SLU. O objetivo é dar maior efetividade e transparência na execução dos serviços. 

 

Nas reuniões de hoje, foram tratados temas relacionados à operação do Aterro Sanitário de Brasília e a realização e ampliação do tratamento de chorume, já que o SLU obteve junto à Adasa autorização para aumentar o despejo do efluente tratado no Rio Melchior. Guilherme Almeida explicou que é preciso que a empresa esteja preparada para essa demanda, caso haja necessidade. “Mesmo com autorização da Adasa, solicitamos ao Ibram uma autorização ambiental. Precisamos saber se a empresa está se programando para atingir esses novos volumes. Não estou falando que vamos necessariamente tratar 2 mil metros cúbicos por dia, mas em algum determinado momento podemos precisar”, alertou. 

 

O representante da Hydros, Marcos Lins, falou sobre os desafios operacionais da empresa e disse que estão investindo em novas tecnologias. Ele ressaltou que Brasília é um modelo para o resto do país e elogiou a iniciativa da reunião. “Todo canal que a gente tem de comunicação é muito importante. Precisamos falar mais sobre a questão do chorume. Esse tipo de encontro fortalece a nossa parceria”.

 

Pela GAE estiveram presentes os representantes Daniel Laperche, Raphael Laperche e Sérgio Lima. Daniel ressaltou a importância do diálogo entre empresa e SLU. “Estamos sempre buscando o diálogo com o SLU para construirmos ações juntos.

Já temos um ótimo contato cotidiano com a comissão executora do contrato e agora estamos nos aproximando cada vez mais para melhorar ainda mais a qualidade da operação do Aterro Sanitário”, disse. 

 

Rômulo Barbosa agradeceu e destacou que o objetivo é dar transparência e eficiência aos serviços gerenciados pelo SLU. “A gente espera que nessas reuniões saiam bons frutos e uma otimização do trabalho que nós prestamos à sociedade”.

SLU - Governo do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal SCS Quadra 08 Bloco “B50” 6º andar Edifício Venâncio 2000 - CEP: 70.333-900 Telefone: (61) 3213-0153