Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/06/16 às 20h07 - Atualizado em 29/10/18 às 17h26

Vem Saber traz apresentação do Aterro Ouro Verde

Capacitação trouxe a experiência do aterro sanitário localizado no distrito de Padre Bernardo (GO)

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) promoveu na última quarta-feira (15), no auditório da autarquia a XXXIV edição do Vem Saber – programa de capacitação continuada. O tema abordado foi o Pólo Industrial de Reciclagem de Ouro Verde, distrito da cidade Padre Bernardo (GO). A palestra foi ministrada pelo engenheiro sanitarista e ambiental Ramon Batista da Cruz, e do pelo engenheiro civil Felipe Costa de Oliveira.

Além de apresentar o projeto do Pólo Industrial de Reciclagem Ouro Verde, Ramon Batista apresentou propostas de ações conjuntas, sugerindo uma parceria com o SLU. “Queremos abrir uma oportunidade de não somente dispor o resíduo em um local adequado, mas também uma área para que esses resíduos sejam beneficiados, por meio da reciclagem, direcionando o que não é rejeito para o retorno à cadeia produtiva”, explicou.

Para a diretora-presidente do SLU, Kátia Campos, a proposta é vista com bons olhos, e que a oferta está sendo avaliada. “A capacitação de hoje nós vimos aqui trouxe uma experiência de um aterro sanitário construído na região noroeste, fora do Distrito Federal. Para que o Governo de Brasília (GDF) possa estudar estude a possibilidade de depositar resíduos nesse local, vai depender do estudo do Plano de Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos, o qual está em elaboração. De acordo com Kátia, o estudo irá apontar a viabilidade técnica, econômica e financeira para o DF colocar parte dos seus resíduos no aterro situado em Ouro Verde.

Após a apresentação do projeto, abriu-se espaço para perguntas. O manejo e a reciclagem do vidro, o tratamento do chorume, coleta e destino de resíduos especiais, dentre outros assuntos pontuais, foram alguns dos temas questionados pelos servidores do SLU.

A chefe do Núcleo de Contratos, Quésia Alcântara Vila Nova, se atentou em fazer observações quanto à questão dos impactos ambientais referentes aos lençóis freáticos, e sugeriu que a empresa Ouro Verde os palestrantes promovessem palestras outros encontros informativos para a comunidade os moradores habitante das proximidades do aterro sanitário.

Kátia Campos avaliou o Vem Saber de forma positiva, com muita informação e grande participação dos servidores que interagiram com perguntas e sugestões. “Foi uma das capacitações com maior participação do público para esclarecer suas dúvidas”, observou.

Aterro sanitário
Os aterros sanitários são locais onde são depositados os rejeitos – resíduos que não podem ser reaproveitados para a reciclagem e compostagem. Segundo o art. 3º da Lei n° 12.305/2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, são rejeitos: resíduos sólidos que, depois de esgotadas todas as possibilidades de tratamento e recuperação por processos tecnológicos disponíveis e economicamente viáveis, não apresentem outra possibilidade que não a disposição final ambientalmente adequada.

Está previsto para o segundo semestre de 2016 a inauguração do primeiro aterro sanitário do Distrito Federal. O aterro terá uma área total de 760.000 m² e a capacidade de receber 8.130.000 de toneladas de rejeitos durante sua vida útil que está prevista para 13 anos e 4 meses.

 



SLU - Governo do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal SCS Quadra 08 Bloco “B50” 6º andar Edifício Venâncio 2000 - CEP: 70.333-900 Telefone: (61) 3213-0153